quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

História do método Halliwick


>




Imagem de uma instrutora com uma pessoa na água

O Método Halliwick foi criado em 1950 por James McMillan para ensinar deficientes físicos a nadar. Engenheiro de profissão, seus conhecimentos da Mecânica dos Fluidos o ajudaram a desenvolver o Programa de 10 Pontos, um programa de aprendizagem motora, base teórica do método.

McMillan era um visionário. Para desenvolver o Programa de 10 Pontos ele trabalhou com profissionais de diversas áreas, incluindo profissionais da área médica e professores. Sua intenção era desenvolver uma filosofia e estrutura de ensino didática para facilitar o aprendizado do paciente e desenvolver sua auto-estima. Aplicou conhecimentos e conceitos de cinesiologia, patologia, psicologia e teorias de controle motor, assunto pouco difundido e conhecido na época, associados ao ambiente aquático.

Em 1974 McMillan foi convidado pelo Centro Médico em Bad Ragaz a desenvolver atividades no Programa de 10 Pontos para pacientes com problemas ortopédicos, reumatológicos e neurológicos. Ele liderou um grupo de pesquisas em hidroterapia, do qual os fisioterapeutas Urs Gamper e Beatrice Egger participaram, desenvolvendo a Terapia Especifica na Água ou Lógica da Terapia na Água.

O ensino do Método Halliwick por McMillan mudou após seu trabalho em Bad Ragaz. Em 1982 iniciou uma parceria de trabalho com holandeses, inclusive o Fisioterapeuta Johan Lambeck especializado em hidroterapia, para o desenvolvimento da idéia de uma terapia individual de tratamento utilizando o Programa de 10 Pontos.

Quando McMillan morreu em 1994, sua viúva convidou alguns profissionais que trabalharam com o Mac para uma reunião. Chistiane Bauer-Lasserre (Suíça), Haberfellner (Áustria), Jaques van der Meer, Alain de Neerf e Johan Lambeck (Holanda) estavam presentes e em comum acordo criaram a Fundação Halliwick.

No final de 1994, em uma reunião da Fundação Halliwick, foi criada a International Halliwick Association (IHA), para divulgar o Método Halliwick para outros paises como Inglaterra, Dinamarca, Alemanha e Japão. Ainda nesta reunião, o Sistema do Reno foi definido e reconhecido pela IHA, como um dos seus sistemas de ensino.

Durante os últimos 12 anos de vida de McMillan, Johan Lambeck se tornou seu pupilo mais experiente, participando ativamente dos cursos e do desenvolvimento terapêutico do método. Assim, foi incumbido de continuar os cursos e o desenvolvimento do Halliwick Terapêutico. Christiane Bauer-Lasserre e Beatriz Egger foram as primeiras assistentes e observadoras do Sistema do Reno, seguidos por muitos outros no decorrer dos anos.

Hoje, mais de cinqüenta anos se passaram e o Conceito Halliwick continua em desenvolvimento, e talvez por isso seja a ferramenta mais utilizada pelos profissionais de fisioterapia aquática, especialmente em neurologia e pediatria.

Com o objetivo de divulgar a abordagem (fisio)terapêutica do Conceito Halliwick e garantir a qualidade de ensino, um grupo formado por fisioterapeutas e instrutores do Método Halliwick fundou a IHTN. , sendo BHTN sua representante no Território Brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário