quinta-feira, 7 de julho de 2016

Halliwick na Paralisia Cerebral


>





http://www.korpus.blog.br/wp-content/uploads/2010/05/CENTRO_hidroterapia.jpg

O método Halliwick
é uma excelente forma de iniciar crianças com Paralisia Cerebral na Natação. A Paralisia Cerebral afeta os movimentos e a postura e é causada por uma lesão cerebral fixa, não progressiva, que ocorre antes, durante, ou depois do nascimento. O dano cerebral numa Paralisia Cerebral não é reversível, produzindo incapacidade física pelo resto da vida.

O objetivo do método é ajustar mentalmente e equilibrar fisicamente, controle da respiração e liberdade de movimentos.

O trabalho pode ser desenvolvido em grupo de forma recreativa e os alunos são agrupados em três níveis de habilidade na água.

A abordagem do método é indicada para todas as pessoas em diferentes idades e em  particular para indívíduos com deficiência física, visual e intelectual.

O primeiro princípio com que se deparam foi que "nenhum ser humano fará movimento se não se encontrar previamente numa posição de equilíbrio".
Esta posição é mais difícil de obter no meio aquático e quando se trata de jovens com deficiência mais complicado será, pois eles encontram-se num permanente estado de ansiedade, devido á sua sensibilidade ao movimento excessivamente desenvolvida.

Para se conseguir resolver este problema houve a necessidade de realizar um estudo sobre a forma e a densidade dos deficientes na água e a partir daqui desenvolver as técnicas decorrentes do estudo das características, propriedades e princípios relativos à água.

Paralisia cerebral é uma dificuldade de controle neuromotor (nervo e músculo). É o resultado de um dano ao cérebro que ele amadureça completamente. Ela é diagnosticada por uma história cuidadosamente levantada e um exame físico e neurológico completo são realizados.

O tratamento fisioterápico tem como objetivos gerais:

* promover experiências normais de desenvolvimento;
* reduzir o reforço ativo de padrões de movimento e posições anormais;
* diminuir deformidades músculo- esqueléticas congênitas e contraturas articulares adquiridas.

O objetivos específicos são:

* normalizar o tônus;
* normalizar os movimentos, restabelecendo e estimulando as reações de endireitamento, reeducando os padrões centralizados dos movimentos (rotações) e reeducando os padrões recíprocos dos movimentos (coordenação e ritmo);
* minimizar contraturas e deformidades;
* melhorar equilíbrio;
* melhorar marcha;
* melhora da capacidade respiratória e aeróbica;
* melhora da circulação periférica;
* melhora da função;
* benefícios psicológicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário